27 de out de 2010

Desenho - Dicas e Truques I - conceitos primários

Curso de Desenho à mão livre I

Conceitos Primários

Pretendo apresentar, de uma forma simples e de fácil assimilação, conceitos fundamentais para uma boa compreensão das bases do desenho artístico em geral. Bases essas que são importantíssimas em todas as áreas onde se requer conhecimento em desenho, seja técnico, artístico, publicitário etc.

Partindo dos conceitos simples e aprofundando-nos consequentemente nos mais difíceis e complexos, espero que tudo seja bem assimilado e que você, meu caro amigo leitor, esteja apto a desenhar todas (ou quase todas) as coisas que desejar a sua imaginação criativa.

Perspectiva, Linha do Horizonte e Ponto de Fuga


Perspectiva : "Define-se a perspectiva como a projeção em uma superfície bidimensional de um determinado fenômeno tridimensional. Para ser representada na forma de um desenho (conjunto de linhas, formas e superfícies) devem ser aplicados mecanismos gráficos estudados pela Geometria descritiva, os quais permitem uma reprodução precisa ou analítica da realidade tridimensional..."

http://pt.wikipedia.org/wiki/Perspectiva_(gráfica)

Em desenho a perspectiva se refere à visão do observador e sua consequente 'percepção espacial' do ambiente.

Linha do Horizonte faz referência a uma linha imaginária na altura dos olhos e para onde convergem as imaginárias linhas do chamado 'ponto de fuga'. Uma linha reta que separaria o lado inferior do lado superior da visão de quem observa algo.

Ponto de Fuga - "em geometria, é o ponto de convergência das linhas que descrevem a profundidade dos objetos; é a direção para onde o objeto segue; se aprofunda."

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponto_de_fuga

Em desenho, obtêm-se a sensação ou ilusão de profundidade tridimensional(3D) num plano bidimensional (uma folha de papel por ex.).

Vamos exemplificar com algumas imagens que salvei do Google:



Repare como parece haver linhas imaginárias e convergentes até o centro da foto e como seus olhos automaticamente se dirigem para onde as arestas dos prédios 'caem'. Tem-se a impressão que os elementos da imagem afunilam-se para um ponto comum:


Tanto em desenho quanto em técnicas de pintura as mais diversas poderemos fazer uso da perspectiva e do ponto de fuga - quadros de paisagens estão cheios disso para criar-se a ilusão óptica de tridimensionalidade. Veremos isso em futuros tutos sobre algumas técnicas de pintura.

Abrçs



Licença Creative Commons

Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.Comentários neste blog são moderados, portanto não serão mais aceitos:
_comentários anônimos
_sem relação com o post;
_contendo links de PROPAGANDA de outros blogs ou qualquer tipo, com o pretexto de comentário ;
_conteúdo ofensivo e imbecilidades;

Este tipo de conteúdo será sumariamente deletado.